Entrevista by Sofia Castelo Branco

17.9.14



Fui contactado pela Sofia Castelo Branco que, no âmbito de estar a concluir o mestrado em Economia e Administração de Empresas na Faculdade de Economia da Universidade do Porto, está a debruçar a sua tese sobre a Influência Económica dos Bloggers e das It-girls na Indústria da Moda. Neste sentido, a Sofia pediu-me para responder a uma pequena entrevista uma vez que, na sua investigação, quer também ter alguma informação acerca de Bloggers Masculinos que escrevam sobre Moda Masculina. 
Como não digo que não a desafios, decidi aceitar.


Entrevista ao blogger Miguel Gouveia do “Pieces of me”
1.    Conte-me um pouco da história do seu blogue. (Como começou, as motivações da sua criação, o seu progresso, as dificuldades, o turning point, se havia expectativa de ganhar dinheiro com ele…)
Pieces Of Me surgiu de um sonho. A moda, a beleza e o lifestyle fazem parte da minha essência quase desde sempre. Sempre me entusiasmei pela área e sempre me inspirei noutros blogues quer portugueses, quer estrangeiros. Lembro-me de vasculhar blogues masculinos e femininos de lés-a-lés e recordo-me, também, de apontar tudo num caderno. Registava ideias, tirava notas e imagens que me inspirassem com o intuito de, um dia, poder ter o meu espaço na blogosfera. A escrita absorvia-me grande parte do meu tempo. Escrevia sobre tudo e sobre nada.
            Um dia, por acaso e sem nada que o fosse prever senti o clique e decidi criar o meu espaço. Senti que, em certos aspetos já tinha amadurecido as ideias e que já tinha algum material com o qual pudesse fazer alguns posts. No entanto, o desafio começou mesmo antes de criar a página em si. Há sempre um dilema com os títulos e com as urls. Nada, a meu ver, poderia ser ao acaso. Tudo teria de ter uma ligação e teria de ter que ver comigo. Apontei vários nomes, várias tentativas para links até que surgiu a ideia do Pieces Of Me. Este título tem tudo a ver. Pieces Of Me que, traduzido para português fica “Partes de Mim” era, indiscutivelmente, o melhor título uma vez que tudo aquilo que eu escrevesse era algo meu, era parte de mim que entregava a quem lesse. Até aqui tudo parecia encaminhado. O url deu mais trabalho. Praticamente todos os links que eu pensei já estavam a ser usados o que tornou todo o processo mais complicado. Optei, depois de muitas alternativas falhadas, por: http://lifealwaysgoes.blogspot.pt . Life Always Goes porque “a vida sempre segue” e nela vãos deixando “pedaços de nós”. O espaço ficou criado e logo optei por um design clean. Adoro coisas prática e funcionais.
            O blog foi crescendo com o tempo e com a ajuda dos seguidores que me têm dado um feedback muito positivo e é assim que eu vejo que evolui… Foi-me pedido para ter um pouco mais de cuidado com as fotografias, com as edições, com todo esse backstage – por assim dizer -, e consegui agradar. Ao agradar fui-me deixando ficar se bem que, a dada altura, tive vontade de parar com o projeto porque sinto que há mesmo muita concorrência.
            Na verdade, eu nunca tive expectativa de ganhar dinheiro com o blog, ou pelo menos como se de um ordenado se tratasse. Seria hipócrita se dissesse que não queria ganhar bens materiais com ele… Isso sim… Todos nós, bloggers, queremos ganhar roupa ou produtos que é para podermos ter material para experimentar e para podermos fazer posts para o blog. No entanto, é necessário trabalharmos para que tal possa vir a acontecer. E eu sinto que trabalhei, que me empenhei e que me esforcei para que tal pudesse ser possível. Um blogger não pode querer receber tudo de mão beijada e quando recebe tem de mostrar que valeu a pena ter recebido. Tem de mostrar satisfação e opinião sincera.

2.    Quais são os pontos diferenciadores do seu blogue?
            Bom, um dos pontos diferenciadores é o facto de eu ser Homem num mundo em que as mulheres têm uma maior evidência. Agora já há alguns Homens que apostam em blogs e que felizmente o fazem para que eu me possa inspirar. Inspiro muito em bloggers brasileiros que, a meu ver, têm uma mente muito mais aberta, não têm tabus.
            O meu blog distingue-se dos demais porque, ao mesmo tempo que versa sobre dicas de moda masculina, versa também sobre as dicas de moda feminina; no entanto, distingue-se, também, pela parte do lifestyle uma vez que falo dos “city breaks” ou melhor, dos sítios por onde ambiciono passar, por exemplo. Uma outra componente que distingue o Pieces é a introdução de reviews de produtos de beleza: eu testo os produtos e dou uma opinião sincera, clara acerca dos mesmos. Em Portugal não conheço nenhum blogger masculino que o faça, daí ser mais uma característica que me distingue.

3.    Enuncie nomes de empresas de moda e beleza masculina com quem trabalhou, no âmbito do seu blogue? Tem mais contactos e apoios de marcas internacionais ou de nacionais?
O meu blog teve a sorte de encontrar pelo caminho a Hoodboyz, a Holy Clothes, a BekStore e uma loja do Facebook que, gentilmente, me enviaram alguns produtos. No entanto, é precisamente com a marca internacional Hoodboyz que tenho trabalhado mais. Essa foi a primeira marca que apostou verdadeiramente em mim e que me fez acreditar que posso chegar longe. Foi a própria marca que me contactou, estava eu ainda nos inícios. Contactou-me sem olhar a número de seguidores ou de fãs na página do Facebook. Contactou-me porque, segundo a Sónia – responsável pela parte portuguesa da marca -, eu tinha carisma. Eles mesmos fizeram-me evoluir, fizeram-me ter força para avançar com este projeto e fizeram-me crer que poderia ir longe… Sem dúvida que estou muito satisfeito por trabalhar com eles e para eles. O staff é fantástico, as roupas são belíssimas e, acima de tudo, sabem ser profissionais. Isso é de louvar.

4.    Recebe algum tipo de feedback dos seus leitores? O que é que os homens têm mais interesse em saber? Qual o valor que o blogue traz para eles? Qual o feedback que recebe por parte das marcas?
            Sim, felizmente recebo bastante feedback por parte dos meus leitores e seguidores. Tento estar sempre em maior contacto com eles porque me é útil saber o que pensam e o que acham que devo melhorar. Os Homens agora já aderem mais. Quando libero algum set post – com um outfit construído para um determinado dia (trabalho, escola, etc) -, alguns querem mesmo saber onde fui buscar certas peças de roupa. Alguns homens mandam e-mail a pedir ajuda porque vão ter uma cerimónia ou um evento mais especial. Pedem ajuda na construção de looks e coordenados. Ultimamente tenho versado acerca da beleza masculina com a introdução de cuidados da pele e foi muito interessante saber que muitos homens também se cuidam. Parece que, finalmente, consigo quebrar alguns tabus! E esse era um dos meus pontos de partida.
            Algumas marcas recusam-se a trabalhar com o meu blog por ter poucos seguidores. É algo que desencoraja – é certo -, mas também é algo que me faz querer fazer mais e melhor, que me dá vontade de lhes mostrar que, mesmo com poucos seguidores, posso chegar longe porque são fieis. As restantes marcas acham o blog muito bem organizado e que, de facto, pode chegar muito longe.


5.    Para publicar os conteúdos de moda e beleza masculina no seu blogue, a que fontes de informação recorre?
            Recorro essencialmente aos sites das marcas. Vejo as últimas tendências, as últimas atualizações. Procuro também noutros sites ou noutros blogues alguma inspiração. A moda faz-me estar em constante pesquisa e isso é muito bom. Quando quero fazer um determinado post já sei onde deve ir buscar isto ou aquilo. Tenho, também, um caderno onde aponto todos os sites com uma descrição acerca do mesmo para tornar todo o processo mais fácil.

6.    O blogue é um negócio viável – como funciona? Quais as fontes de rendimento do seu blogue (diretas e indiretas, ou seja, “do you make money off your blog or/and do you make money because of what you have created around your blog”)? Que custos acarreta?
            Tal como referi anteriormente, ainda não recebo um ordenado com o blogue. Tudo o que recebo são bens materiais (roupa, acessórios, produtos de beleza) que me são úteis para fazer posts e para ter material para escrever. Em relação a custos… Gasto somente dinheiro na roupa que compro para mim. Como compro o que preciso, só tenho de aliar o facto de ter de fotografar e mostrar aos leitores o que uso. É mais ou menos assim que as coisas têm funcionado.

7.    Como gere a relação comissões/ofertas e a integridade editorial do seu blogue?
            Tudo o que recebo de marcas tem de estar ligado ao conceito do blog. Aliás, só faz sentido se assim for. Quando recebo alguma coisa, testo primeiro e só depois dou feedback aos leitores. O feedback tem de ser 100% sincero porque devo esse facto a quem me segue. Tenho de ser sincero para com as pessoas que me seguem porque elas poderão querer fazer encomendas daquilo que eu peço. Ora, se eu digo eu correu tudo muito bem e se os leitores encomendam/usam e corre tudo mal, é óbvio que eu vou ter uma responsabilidade acrescida depois disso.
            Por acaso nunca me aconteceu… Mas se alguma vez uma marca fizer uma parceria comigo e as coisas não correrem tão bem eu terei de justificar aos meus seguidores essa mesma circunstância. Nós, bloggers, somos como que conselheiros e é por isso que a nossa opinião deve ser sincera e honesta.

8.    Na sua opinião, quais são as fontes mais importantes a que os homens portugueses recorrem para os ajudar nas suas decisões quanto à compra de produtos de moda e beleza, e quanto à forma de se arranjarem?
            Os homens seguem muito as ditas revistas masculinas: Men’s Health, por exemplo. E são uma ótima ajuda. Eu mesmo tento tirar alguma inspiração ou algum conteúdo para o blogue desse género de revistas. O conteúdo é sempre atual o que torna o processo mais fácil

9.    Os artigos e as dissertações que versam sobre blogues de moda, normalmente, falam, somente, do público feminino. Considera que os blogues de moda se destinam somente ao público feminino?
            Não, de todo. Os Homens cada vez se cuidam mais, felizmente. Por essa mesma razão eu me empenho todos os dias. Tento ter o meu blogue atualizado diariamente com posts dedicados ao Homem porque sei o quão difícil é precisar de algum tipo de informação desse género e não encontrar. Já há lugar para os Homens na blogosfera.

10.  Gostaria de saber se concorda com o título de um artigo “Actually, Bloggers DO Influence People to Buy”?
Concordo plenamente e já o referi anteriormente. Os seguidores levam muito em conta a nossa opinião e é por essa mesma razão que devemos dar a opinião mais sincera e mais honesta. Mais do que ninguém, eles que nos acompanham, devem saber com o que podem contar, quais as melhores soluções, quais as marcas online mais seguras, entre outras situações. Nós influenciamo-los e temos essa responsabilidade.

11.  E concorda com a afirmação da blogger Rebeca Labara “Los diseñadores se han dado cuenta de que los blogs de moda somos sus aliados”. Responderia o mesmo no contexto da realidade portuguesa? Responderia o mesmo quanto ao seu próprio blogue?
Não concordo com a afirmação, pelo menos no contexto português. Há algumas grandes marcas como a Springfield ou a Stradivarius que trabalham somente com os bloggers que têm mais notoriedade. Por essa mesma razão, creio que não se aplica ao meu blog.

12.  Os blogues de moda são uma moda? Como configura o futuro dos blogues de moda e, mais propriamente, do seu blogue pessoal?
Sim, os blogues de moda tornaram-se uma moda, ultimamente. Qualquer pessoa pode ter um e há lugar para todos porque cada blogue é um blogue. Eu espero que o meu blogue possa crescer, tal como tem vindo a crescer até aqui. Sinto orgulho em todo este processo.

13.  Considera que, cada vez mais, os homens portugueses vão procurar informação/inspiração em blogues?
Tendo em conta que a internet é o futuro, sim… Os homens vão, certamente, buscar informação e inspiração aos blogues.

Resta-me agradecer, publicamente, à Sofia pela belíssima oportunidade. Mais uma vez foram desmistificados mais alguns tabus.
                                                                                                        

  • Share:

You Might Also Like

7 Pieces

  1. Olá bom dia, olha que maravilha voce merece todo este SUCESSO e muito mais parabéns pela entrevista Miguel.
    Bjinhos ♥
    http://sarranheira.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Gostei de conhecer mais um pouquinho sobre ti e sobre o blog.
    A internet é o futuro, os blogs são o futuro! ;)
    e há lugares para todos...
    Beijinhos*
    http://alebanac,blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. Boa entrevista, sim hoje em dia os homens já passam por alguns blogues.
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Adorei todas as tuas respostas, Miguel :) E também achei as perguntas bastante pertinentes. Parabéns aos dois!

    \ Indigo Lights

    ResponderEliminar
  5. Gostei bastante da entrevista, está muito completa :)
    Obrigada pelo comentário :D

    http://free-colors.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Gostei muitooooooooooooooooooo 😘

    R: Opáh ri com o teu comentário ahaha um ferrero rocher xD demais
    Beijo <3

    ResponderEliminar
  7. Gostei muito da entrevista! Ainda é raro ver bloggers homens, mas confesso que me sinto curiosa em perceber um pouco do vosso mundo. :)

    Beijinho,
    Rute Azevedo ♡ (Red Lipstick & Skinny Jeans)

    ResponderEliminar

Muito obrigado pelo comentário. A vossa opinião é sempre muito importante e ajuda-me a melhorar!
Após aprovação responderei nos vossos blogs.
Espero que voltem!



Sigam todas as novidades aqui:
Instagram × Facebook Oficial Page × Pinterest