Black On Black

24.1.19


Sinto-me em Janeiro há cerca de 3 meses, por incrível que pareça. O início do ano é sempre muito custoso e, embora muito se faça e se idealize, parece que os dias não correm. Não andam ao sabor daquilo que é necessário. Talvez a culpa seja minha por querer viver tudo de uma vez ou talvez seja mesmo vontade de saltar o inverno e passar já para o tempo quente.
Tenho a mala pronta e parto ainda hoje, depois de um dia de trabalho, para Lisboa na realização de mais um sonho. Vou num pé e venho no outro mas, desta vez, vou munido do computador de modo a que o trabalho não atrase. Sair faz-me muito bem. Muito bem mesmo. Possivelmente não imaginam o quão claustrofóbica é a rotina trabalho-casa; casa-trabalho... com acréscimo do crossfit pelo meio, que faz com que sinta mais músculos do que aqueles que eu imaginaria ter. Por entre todos os afazeres, a capacidade criativa acaba por ser tudo menos fugaz. Valem-me as madrugadas para tratar do blog e as poucas horas de sono para pensar. Quase me remete à minha fase de faculdade onde as noites eram muito mais produtivas a nível intelectual do que, propriamente, as idas às aulas.


Longe vai o tempo onde me vestia de preto integral. Aliás, julgo já ter falado sobre isto por aqui. Não é que seja a minha cor de eleição, tal como para muita gente. Mas também não precisa de o ser. Este look foi muito pensado e foi exatamente isso que fez com que ele resultasse. Muitas vezes, juntar várias peças num mesmo tom, acaba por fazer com que os coordenados se tornam totalmente monocromáticos e sem grande piada. O importante é misturar-lhe um bocadinho daquilo que vocês são: seja na mistura de uma outra cor ou através do uso de acessórios. Usei-o no último sábado à noite (exceptuando as meias, a mala, os óculos e os ténis), no regresso da Inês de Zamora, cujas saudades já apertavam muito.


Querem rir-se? Quando vínhamos de Lisboa (eu e a Helena), na passada semana, comprei umas botas prateadas, pelo site da Zara, para fazer jus aos saldos e porque eram lindas de morte. "Helena, não acredito que voltaram a colocar as botas no site!", disse-lhe muito baixinho para que ninguém nos ouvisse. Eram lindas. Prateadas e eu já só pensava na quantidade de looks que poderia fazer com elas. Achei o preço acessível, tendo em conta que eram de pele, e encomendei. Rezei para que o tamanho não variasse muito, e esperei ansiosamente pelo dia de chegada delas.


Chegaram dias depois, super confiável. Abri a caixa e fiquei fascinado por elas. Tal e qual como o site mostrava. Calcei na ânsia de, no dia seguinte, fotografar com elas. "Ai que lindas!!", disse à minha mãe que, embora não estando muito afim, lá se converteu e disse que eram bonitas! Assim que meti o pé, senti que estava a nadar, literalmente. A maior das desilusões, portanto. No entanto, lá me apressei à loja, e a primeira peça pela qual bati o olho, peguei, e disse que tinha de ser minha foi este casaco. De pêlo. Falso, calma! Quentinho. Na versão biker - já que o de Vinil que queria, vestia de uma forma terrível -, perfeito para enfrentar todo este frio do Alasca. Macio. Leve. Tudo nele era perfeito, até o facto de eu não ter um casaco preto básico para esta estação.

Sunnies: Zaful; Sweater: Lefties; Shirt: Zara; Belt: Tiffosi; Pants: Bershka; Coat: Zara; Bag: No brand; Socks: Parfois; Sneakers: Vans.
Certamente se estão a perguntar por que raio vou, de novo, no espaço de umas semanas, para a Capital. A justificação é simples: da primeira vez fui em passeio, daí ter ficado mais ou menos off de todo este mundo. Foram 4 dias que souberam a muito pouco mas que me fizeram vir totalmente revitalizado e com uma ideia diferente sobre Lisboa; desta vez vou em trabalho e, no devido tempo, vão saber para o que é. Certamente que, na sexta-feira, já adianto qualquer coisa pelo instagram, se bem que o véu não se pode levantar por completo face aos timings. Vai-me permitir ver e rever pessoas, o que também é muito bom. Levo a máquina, também, porque desta vez faço questão de vos dar a conhecer os sítios por onde vou passando.


O look é básico e nada melhor para que possa sobressair mais do que apostar em sobreposições. Uma camisa branca, simples, acaba por fazer toda a diferença! Usada num estilo livre, dentro ou fora das calças. Para variar, optei pela segunda opção, precisamente por ser um tamanho maior do que aquele que eu visto. Esta era a camisa do meu traje, na altura da universidade, e quando eu dava dois de mim próprio. Nos tempos em que eu era tudo menos uma pessoa bem resolvida. O tempo muda e nada há melhor do que percebermos que mudamos com ele ou que, no fundo, nos moldamos. Tenho adorado olhar para trás nesse sentido. Agrada-me, muito, que a minha própria perspectiva de vida tenha mudado tanto em tão pouco tempo.


Juro que estamos quase a terminar. Podem beber um gole de chá. Fiz de camomila para que todos nos possamos aquecer um bocadinho. A chuva parou mas neste dia, o sol de inverno, fazia jus. E fez jus a tirar os meus óculos preferidos de verão. Os que mais deram que falar e os que fizeram rir as meninas da padaria ao lado da loja onde trabalho, precisamente neste dia, quando fui buscar o lanche. Ri-me com elas por perceber que o conceito vintage, avant-gard, street-style, não chegue a toda a gente. "Mas são assim tão feios?!", perguntei. "Não Miguel, não... mas só te conseguimos imaginar a ti com eles.."


E ninguém sabe o quão eu adoro isso. Juro por tudo que a me sinto muito feliz quando, por algum motivo mais "estranho" ou "menos usável", as pessoas se lembrem de mim. "Alguém que não é oco e que consegue um estilo próprio sem ter de pensar muito no assunto e nos outros!", tal como me disse uma cliente enquanto lhe acabava a conta. E a verdade é essa. Eu não me importo, de facto, mas tive de me moldar a essas pessoas. Aliás, foram mesmo essas pessoas que me deram vontade de sair da zona de conforto e de mostrar um lado diferente. Um arrojo. Na perspectiva dos que me olham, posso não estar bem, mas no meu prisma, eu estou e isso é que importa. Não que me encha o ego, de todo, mas faz-me ficar melhor comigo mesmo. Só isso!


Faz tempo que estas calças não saíam do armário e achei que eram ideais para usar aqui. As riscas diplomáticas de uma calça que, à partida, seriam para usadas de uma forma mais clássica, com as meias às riscas e as Vans numa vibe skater. Por fim, a mala para contrabalançar e dar um ar moderno por causa da estrutura. Incrivelmente, foi o mote - a mala -, para a construção do look. A mesma já não saía da prateleira desde o verão. Entretanto percebi que é demasiado prática para ficar para e que vai comigo para Lisboa! Também é mais segura. E cai bem em tudo quanto é coordenado mais básico.


Entretanto passa da meia noite e o relógio desperta às 6h. Vou trabalhar e ainda quero ver se passo pela feira. Devia estar a dormir mas a minha cabeça não está a fazer jus ao corpo cansado. Contudo, e tal como digo sempre à minha mãe, se não for para ter dias preenchidos e se não andar de um lado para o outro, dividido entre mil tarefas, os dias não compensam. Sinto uma gratidão enorme por o ano ter começado desta forma mais produtiva. Dá-me gozo. Dá-me vontade de não parar. Dá-me ainda mais motivação. 

Aguardem pelas novidades. Não tarda saberão de tudo!
Como está a correr a vossa semana?

  • Share:

You Might Also Like

28 Pieces

  1. Miguel, esse look ficou muito bonito! A jaqueta está linda!

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderEliminar
  2. Damn! Estás um arraso - nem eu te imaginaria assim. Há uma vibe de boysband dos anos 90 ou 2000 muito cool neste look! Reinventas-te a cada momento. E isso é tão bom de se ver!

    Jiji

    ResponderEliminar
  3. Acho que é a primeira vez que estou a vir ao mundo da blogsfera, e claro , a ler um post teu, com tanta força!!! Eu precisava de ti bem perto de mim só para me contagiares de tanta energia boa ! Para já, esse look está ME-GAAAAAA. Ate eu usava isso tudo, e depois a maior sorte do mundo para essa ida a capital! Dá-lhe com tudo ... ♡

    ResponderEliminar
  4. Those sunglasses are so cool, I'd really like to try this style!

    LackaDaisy

    *LackaDaisy*

    ResponderEliminar
  5. Amazing blog post amazing outfit thanks for sharing

    jadieegosh

    ResponderEliminar
  6. Oh não há como não gostar, que conjunto bastante diferente
    Beijinhos
    Novo post //Intagram
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  7. tao giro, adoro este look !!!

    https://rrriotdontdiet.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  8. Olha Miguel, é só para dizer que me desiludiste neste posts duas vezes. Duas!
    1) Leio o título e penso "Epah, o Miguel tem um outfit todo preto, o que adoro!" Falso! tens aí branco.
    2) Ténis? A sério? Ténis??? Sapatilhas, homem!!! :p

    Agora a sério, realmente é "bom sinal" quando alguém se lembra de nós em determinadas situações - sejam elas estranhas ou não. É sinal que estamos na memória dessas pessoas. Relativamente ao look, adoro o casaco. Perfeito para este Inverno! ;)

    Abraço,
    Ricardo, www.opinguimsemasas.pt

    ResponderEliminar
  9. I can feel your excitment for whatever it is your project and I'm very happy for you!
    Is for this kind of momento that live worth to be lived, isn't it? :)
    And you seem positive toward everything (despite the eventual bad sides) so I bet it gonna be great for you!
    Good luck for everything, my friend!

    About your outfit, I'm not a huge fan of total black, but definitely it's a nice and stylish choice to hold from time to time!
    I really like how you've paired everything, I'm sorry for your shoes but that jacket really look stunning, believe me!
    XO
    S
    https://s-fashion-avenue.blogspot.com

    ResponderEliminar
  10. Adorei o look, não podia ser mais Avenida da Liberdade, adorei as meias com os Vans!! Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. ;)

    Apaixonei por essa jaqueta!

    Ótima quinta!

    Beijo! ^^

    ResponderEliminar
  12. Aiii agora fiquei tão curiosa! Vou estar super atenta ao teu instagram ahahah
    Adorei o look, como sempre! Tens que me ensinar a tirar fotos assim
    A minha semana até está a correr lindamente, felizmente!

    Beijinhos
    THAT GIRL | FACEBOOK PAGE | INSTAGRAM | TWITTER

    ResponderEliminar
  13. Sinto-me como tu, Janeiro Custa tanto a passar! O preto fica-te muito bem beijinho

    ResponderEliminar
  14. Tenho a mesma sensação em relação a janeiro. Não sei se é por querer muito que chegue fevereiro, mas este primeiro mês parece que vai a passo de caracol :o
    Estou super curiosa com as novidades, meu anjo!
    Oh, que pena que as botas tenham sido uma desilusão. Mas o casaco é lindo

    ResponderEliminar
  15. Eu já acho que Janeiro está passando rápido o que amo e odeio, queria o tempo mais devagar, mas também não vejo a hora do Verão acabar, tem sido uns dos piores que já vi, ta muito insuportável o calor no Rio. Amei demais o look, o casaco é incrível e amo preto, uso mesmo estando insuportável o calor rs.

    Beijos
    www.pimentadeacucar.com

    ResponderEliminar
  16. Olá Miguel
    Estou super curiosa com o que vais fazer a Lisboa. Não percebi bem mas já arranjaste outro trabalho?
    Quanto ao look ficaste sem as botas mas ganhaste um lindo casaco, estás muito elegante de preto.
    Xoxo

    marisasclosetblog.com

    ResponderEliminar
  17. Adoroooo, opah quem nos dera ter o teu à vontade a tirar assim fotos, nota-se que são mesmo naturais! O pormenor da minha ficou top.

    Beijinhos,

    http://damselme.blogspot.com/?m=0

    ResponderEliminar
  18. Like always you look so stylish and fashionable :-) I like so much your jacket - have a lovely weekend ss

    ResponderEliminar
  19. Heermosas fotos Miguel ! ME encanta la chaqueta.

    ResponderEliminar
  20. EXCELENTE OUTFIT!!! MUY GUAPO
    besitos ♥

    ResponderEliminar
  21. por uma razão ainda desconhecida, este post deu-me vida.
    ly lots mate | whatpedrosaid.com

    ResponderEliminar

Muito obrigado pelo comentário. A vossa opinião é sempre muito importante e ajuda-me a melhorar!
Após aprovação responderei nos vossos blogs.
Espero que voltem!



Sigam todas as novidades aqui:
Instagram × Facebook Oficial Page × Pinterest