Os 5 Homens mais bem vestidos dos Globos de Ouro

8.10.19


Pode parecer tarde para falar sobre o assunto. Contudo, também sinto que não passou tempo suficiente para que a ficha me caísse. Creio que é normal. Foi tudo muito repentino e, mesmo sentindo que aproveitei o momento ao máximo, há sempre aquela sensação de que "parece impossível".
Tal vi as várias caras conhecidas femininas, também vi as masculinas. A forma como encaram a red carpet é mais ou menos semelhante para os homens que gostam de pisar o risco e de descontextualizar. É um facto que se viram vários diversos smokings pretos, ditos normais, mas também se viram pessoas a usar aquilo que é menos usual num evento como este. Daí a necessidade de salientar 4 caras conhecidas (sim, 4! porque a 5ª vem depois) que, a meu ver, foram os Homens mais bem vestidos do evento.


Estava muito curioso por ver o Cláudio Ramos na red carpet por saber que ele gosta de ir mais além do que aquilo com que se apresenta normalmente. Vestido por BBraune e calçado por Cavalinho, o Cláudio surgiu na passadeira vermelha com um fato aveludado num tom verde seco que poucos Homens conseguiriam suportar. Aliado a isso: uma camisa (da secção de mulher segundo o próprio), com uma laçada reutilizada das gangas cortadas antes da gala. É nisto que ele ganha. O fitting estava exímio e há zero que se possa apontar. O penteado, a meu ver, acabou por conseguir trazer uma imagem mais cuidada. 

Fonte: StarsOnline
O Diogo vestiu Miguel Vieira e, confesso, estava zero à espera que se apresentasse com um conjunto azul às bolinhas douradas. Dava-lhe muita pinta. Acho, no fundo, que adequou aquilo que vestia à personalidade dele. Das pessoas com um maior sorriso constante o tempo todo. Tenho dúvidas em relação ao cinto ser demasiado básico. Eu próprio vivia perfeitamente dentro do blazer (risos). Adoro o facto de ter uma lapela maior e de ter o pormenor dos botões em dourado. Deviam ter tido uma maior atenção ao fitting das calças uma vez que as mesmas sobrepõem o sapato.

Fonte: StarsOnline
Surpreendeu-me imenso pela irreverência. O smoking, mesmo que texturizado, tinha tudo para ser algo normal mesmo sendo Nuno Gama. Contudo, aquilo que deu o ar de irreverência e que marcou foi o pormenor da gravata ser presa por um alfinete d'ama. Suportou extremamente bem o colete, que não cai bem em toda a gente, vamos convir. Não optou por um sapato mais afiado - bicudo, na gíria -, e muito bem porque os que usou dão um ar muito mais moderno e menos pesado.


Zero palavras para o Luís Carvalho, vestido por ele próprio. Era um fato que vestia sem pensar duas vezes e que lhe assentava que nem uma luva. A cor é fenomenal, o corte do blazer fenomenal é e palmas para aquela semi capa sob o ombro. As calças, embora não se consiga ter perceção, eram de cintura subida. Sem palavras para a camisa com o pormenor do botão dourado. Para mim, o mais bem vestido da noite!!!


Eu próprio. Eu mesmo. Sem querer puxar a brasa à minha sardinha - e mesmo puxando um bocadinho -, embora não seja uma figura mediática, sei que estive à altura. O fato era Filipe Faísca, a quem agradeço a cortesia, num preto acetinado que conciliei com uma camisa cinza com algum brilho, também. O laço foi totalmente ideia minha e se não fossem "o bom que Lisboa me trouxe", a coisa não tinha corrido bem. A minha ideia era mesmo desconstruir e arrojar. Embora tivesse experimentado com uma gravata preta, senti que não era eu que estava ali.  O importante será, sempre, sentirmo-nos bem na roupa que vestimos... e eu não me poderia ter sentido melhor!

Qual o vosso favorito?

  • Share:

You Might Also Like

0 Pieces

Muito obrigado pelo comentário. A vossa opinião é sempre muito importante e ajuda-me a melhorar!
Após aprovação responderei nos vossos blogs.
Espero que voltem!



Sigam todas as novidades aqui:
Instagram × Facebook Oficial Page × Pinterest